-VOTUPORANGA-SP / MAIO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

A PERDA



      Sérgio Gibim Ortega
 
     A perda de uma pessoa querida nesta vida passageira é inconfortável, por uma triste fatalidade do destino nos faz morrer as mingua a cada dia que passa.
 
     Vegetamos, pensando de o por quê?
   
     O porquê Deus nos leva um anjo, um filho, ou a pessoa mais amável da vida da gente no momento em que mais precisamos. Uma razão de nossas vidas. A melhor companhia da gente. A perda de alguém que nos tanto gostamos.
   
     Existe uma consequência da vida que nos custa muito caro quando às vezes não medimos esforços em saber que, certas regalias da vida até mesmo envolvida no amor conjugal e que tudo isso também tem um preço muito alto, e Faz nos entender que se não há tolerância ou perdão, diálogo entre as partes, algum envolvimento sempre paga pela imprudência.
  
     E Deus quis! Nada disso! Deus jamais quer tirar a vida de um ser humano. Viemos ao mundo para amar e respeitar, assim como diz nas Escrituras sagrada. Na bíblia acontece muito isso. A crença dos antepassados é muito forte. Davi pagou com a vida do seu filho por ser infiel no seu casamento. Deus castigou Davi tomando a criança do meio do pecado, tomando para si não permitiu que Davi gozasse do prazer de criá-lo! Então de alguma forma também somos responsável pelos nossos atos e nossos pecados.
De repente deparamos com a perda de alguém por tamanha brutalidade. Por que disso?
  
     Quando e quantos acidentes por falta de irresponsabilidade de certos motoristas que nem imagina que a vida do ser humano, a mais preciosa está em suas mãos e não tá nem ai. A pressa às vezes faz pagar o maior preço.
  
     Negamos que algo está errado entre nós e apenas fica um buraco da saudade de um ente querido quando perdemos. Choramos, abraçamos forte o travesseiro e a única lembrança de alguém que se foi e que não pode mais voltar. Olhamos seus pertences, a saudade bate forte de lembrar, o aniversário, a escola, o trabalho, e finalmente aquilo que a pessoa querida mais gostava. Mas nada vai mudar nunca.  Só quem ama de mais segura intensamente alguém, e mesmo assim ainda corre o risco de perder. Tudo isso por causa da grande irresponsabilidade de um acidente, uma fatalidade inevitável que pode ocorrer entre um espaço de tempo e outro.
  
      Deparamos com tantos riscos que às vezes alguém passa e sobrevive. Ai sim é que as pessoas tomam conhecimento disso dizendo que da próxima vai ter mais cuidado. Lembre-se que a vida é muito preciosa. Não só a sua, mas a pessoa que está com você. Ame e faça de tudo para não deixar uma fatalidade acontecer. Segurança em todos os momentos que se pode haver um risco na vida do seu bem precioso. Não acredite no velho ditado que diz - Um homem sabendo que seu filho ia morrer com o chifre do boi, resolveu matar o boi, mas o seu chifre foi jogado pelo terreiro e um dia o menino tropeçou e caiu em cima do chifre, e mesmo assim acabou morrendo... Não acredite se não montar no avião, que poça morrer no chão.  Quando um avião caiu, não morre apenas 100, muito mais dependendo a quantidade que há nele. E claro que neste planeta estamos sujeitos a tudo. E que é verdade – Para morrer basta estar vivo. Acredite apenas em viver em harmonia com tudo que ocorre a cada segundo.
   
     A saudade de alguém que se foi é inevitável. Mas lembramos de que do pó voltaremos ao pó. Tenha a certeza que da terra iremos voltar de qualquer maneira, mesmo que em outras vidas. Pois tudo é um ciclo. Ou você acha que há tanta terra sobrando para não estar novamente em nossos corpos. Entre milhares de cemitérios deste planeta, podemos muito bem concluir, o que aprendemos na escola, e saber, que em nosso corpo temos mais água do que terra, que a mesma água vai e volta. Nós também somos assim. Estaremos sempre aqui de uma forma ou de outra, com outra mente, de outra forma. Mas pensando sempre que fazendo o bem ao próximo, estaremos fazendo o bem a nós mesmos. O difícil é só chorar pela perda.

Nenhum comentário:

PRECISO

         Sérgio Gibim Ortega Preciso olhar em seus olhos e fazer uma bela poesia. Porque tu és a minha linda, e que me trás só alegria....