-VOTUPORANGA-SP / FEVEREIRO DE 2018 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

domingo, 26 de agosto de 2012

laudo diz ainda que Marcos estava vivo quando foi degolado

O promotor Cosenzo não descarta a hipótese de Elize ter sido ajudada, em maio passado, durante o esquartejamento e a ocultação dos pedaços do corpo do marido, espalhados por uma estrada na região de Cotia, na Grande São Paulo.
Ele afirma não ter provas para dizer que havia outra pessoa, mas diz que há indícios de que poderia haver mais alguém.
O promotor Cosenzo disse nesta sexta que vai convocar o perito Jorge Pereira, que assina o laudo necroscópico, para que ele fale, em juízo, as considerações feitas no laudo.
Consenzo garante, entretanto, não haver dúvidas de que Elize agiu sozinha no homicídio. “Ela pode ter recebido  ajuda no momento de esquartejar o marido”, afirmou.
O laudo diz ainda que Marcos estava vivo quando foi degolado e teve os braços cortados. Secções na região cervical  apresentavam “reação vital”.

Nenhum comentário:

UM AMIGO

             Sérgio Gibim Ortega E hoje estou tão triste ao ver tantas pessoas  fingindo amigos da onça... Eu hoje estou tão trist...