-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

sábado, 12 de maio de 2012

MÃE UMA SÓ


           
             Sérgio Gibim Ortega

Mãe é uma só!
Pode até ser uma avó!
Ainda que seja mãe.
Mãe ainda é uma só!
Seja mesmo a vovó,
Ou até uma bisavó.
Pode ser mãe sangue...
Ou até a mãe de Deus.
A mãe acolhida,
Ou uma mãe atrevida.
A que você acredita?
Aquela que te cuida!
Mãe sempre é uma só!
Pra te dar muito amor,
E que você dá uma flor...
Pra te dar muito carinho
E nunca ficar sozinho.
Mãe...! Há mamãe...!
Mamãe de aluguel,
Que um dia foi infiel,
Mais ainda é a mãe!
A mãe adotada por ti,
Acolhedora amada,
A mamãe perfumada.
Mãe se é da vida,
Que é arrependida,
Aquela entristecida.
Mãe pra toda sua vida,
Aquela ainda preferida...
Há quantas mamães!
Aquele que tem duas,
Ou que tem nenhuma.
Ser mãe! O que seria?
Ou mãe é quem cria?
Ser mãe já basta...!
Mesmo se for madrasta!
Feliz mesmo é quem
Uma mãe se ainda tem!
Pra poder lhe aquecer,
Seu amor lhe oferecer.
Para você ainda dizer:
“Feliz dia das mães!”.

                     12/05/2012

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...