-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO DE VOTUPORANGA

Roberto Martins

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores em Votuporanga, através da sua diretoria, vem a público manifestar o repúdio pela campanha difamatória que está em curso contra o nosso partido e contra nossa candidata Dilma Rousseff, onde os nossos adversários políticos na disputa pela Presidência da República usaram e abusaram do desconhecimento da população quanto ao tema “aborto”, para imputar ao nosso partido e aos nossos partidários uma condição que nos direcionasse favoravelmente à legalização do aborto, o que é uma total leviandade e inverdade inconteste.

Toda esta campanha difamatória que ora se apresenta engendrada pelos nossos adversários, resume-se tão somente há uma estratégia sórdida de nos imputar um selo anticristão e abortista para que possam, a partir desta irresponsabilidade e, desta forma baixa e rasteira de atribuir ao adversário o ônus de um tema deveras importante, quanto polêmico, pois o tema aborto e, todos os seus diversos e complexos ângulos, está muito longe de ser deliberado unicamente por um partido político, uma vertente religiosa, ou qualquer outro grupo isolado que não se exaure completamente nos debates, ou não se baseie nos conceitos defendidos por representantes de toda sociedade.

Apenas para que a população possa saber e conhecer o que de verdade há e o que está disponível para o conhecimento público, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), partidário do atual candidato à Presidência da República José Serra, foi eleito senador em 1986. Em dezembro de 1992 saiu do Senado, no meio do mandato, para ser ministro das Relações Exteriores e depois da Fazenda, no governo Itamar Franco. Assumiu em seu lugar, sua suplente Eva Blay (PSDB). No dia 23 de Junho de 1993, ela apresentou o Projeto de Lei n° 78/1993 no Senado, cujo conteúdo buscava a revogação de todos os artigos do Código Penal que criminalizavam e penalizavam a prática do aborto.

José Serra é o único dos candidatos que já assinou normas técnicas para o SUS (Sistema Único de Saúde), oficializando regras para se fazer abortos previstos em lei, até o 5º mês de gravidez, quando foi Ministro da Saúde.

Para o eleitor votar consciente e não ser enganado, esta é a primeira verdade que ele precisa saber. A íntegra da norma é pública e pode ser lida aqui: http://www.cfemea.org.br/pdf/normatecnicams.pdf

O Plano Nacional dos Direitos Humanos (PNDH2), feito em 2002, no governo Fernando Henrique Cardoso, na página 16, defende a ampliação da legalização do aborto. A íntegra também pode ser lida aqui: http://portal.mj.gov.br/sedh/pndh/pndhII/Texto%20Integral%20PNDH%20II.pdf .

Esta campanha suja e difamatória do qual somos vítimas, está sendo empreendida exclusivamente pelos nossos adversários políticos e por alguns setores dissidentes do poder religioso que não representam a unidade da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), como já afirmou enfaticamente o seu Presidente D. Geraldo Lyrio Rocha.

Amiúde, os nossos adversários se valeram de argumentos vis com a espúria intenção de lograr vantagem no processo eleitoral em curso, manipulando a desinformação e o desconhecimento da nossa população mais humilde com uma campanha que visa o amedrontamento do cidadão e, prega o abalo da sua convicção e da sua estrutura social familiar. Eles já se valeram desta tática em outras campanhas. Quem não se lembra em 2002, quando eles diziam que o nosso então candidato Lula, se eleito, iria transformar o Brasil num caos total, que iria acabar com o direito a propriedade e que o governo confiscaria nossos bens conquistados a tão duras penas, para que fossem distribuídos entre as organizações sociais que o partido orquestrava. Usaram até artistas consagrados para esta sujeira. Hoje, diante das magníficas conquistas sociais obtidas, eles e os artistas ficaram completamente desqualificados e no descrédito popular.

Quase oito anos de governo do metalúrgico Lula e o Brasil segue firme o seu legado de ser uma das grandes Nações do mundo. A Democracia se consolida e se fortalece cada vez mais, mesmo diante destas aberrações antidemocráticas dos nossos adversários. A economia segue rumos traçados por uma equipe econômica que guindou o Brasil a esta condição de progresso econômico sem ter que sacrificar os mais humildes. O processo de distribuição da riqueza está tendo resultados visíveis e a população está ascendendo socialmente de forma segura e sem causar confrontos entre as classes.

Você eleitor, arriscaria todas estas conquistas por mais uma campanha de pânico empreendida por quem não tem projeto claro e o único compromisso apresentado publicamente foi com a baixaria e as mentiras imputadas irresponsavelmente aos adversários?

A campanha de José Serra está se valendo novamente da disseminação do pânico e das mentiras, mas não é para nos proteger das conseqüências nocivas do aborto - esta prática cruel que marca o extermínio da vida -, mas sim, para que eles possam abortar os debates e, para que os projetos de governo não possam ser discutidos e confrontados. Eles nos querem inertes e imobilizados, assim como foi o período em que governaram e entregaram nossas riquezas e até nossa soberania aos especuladores do capitalismo mundial. É chegado o momento da decisão.

Votuporanga, 08 de Outubro de 2010.

DIRETÓRIO MUNICIPAL DO PARTIDO DOS TRABALHADORES EM VOTUPORANGA

FONTE-VIA E-MAIL POR ROBERTO MARTINS

Nenhum comentário:

ANÕES REJEITADOS PELOS PAÍS EM NOVELAS E FILMES

     A atriz Juliana Caldas , 30 anos, em um dos papéis principais novela das nove "Do outro lado do Paraíso" de Walcyr Ca...