-VOTUPORANGA-SP / JUNHO DE 2018 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

terça-feira, 31 de agosto de 2010

A POESIA DE ORIDES SIQUEIRA


ENTULHO OU DROGADO


É peixe fácil engolindo um anzol
Abandona a família sem motivo
Vai se tornando mais agressivo
Fica louco e depressivo

A família é quem mais sofre
Deixa de ser gente é catástrofe
Um sujeito isolado
Pronto pra ser fritado

Cérebro não pode ter não
Deve ser lixo ou entulho
Pra ser drogado ou fumar bagulho
Para a morte dar mergulho

Vai virar um favelado
Sem ninguém a seu lado
Um coitado vagabundo
Este é o fim do drogado

Quando o corpo pedir descanso
como o mar faz com o remanso
Chegou o fim da jornada
Porque é lixo não serve pra nada

Vai morrer na solidão
Como um pobre cão

(Orides Siqueira)

Nenhum comentário:

UM AMIGO

             Sérgio Gibim Ortega E hoje estou tão triste ao ver tantas pessoas  fingindo amigos da onça... Eu hoje estou tão trist...