-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Prefeitura quer acabar com problemas de calçadas


A Prefeitura de Votuporanga quer acabar com o problema de terrenos sem calçadas. O prefeito Nasser Marão Filho determinou esta semana que seja aberta aberta licitação para a construção de calçadas de todos os seus terrenos. "O prefeito determinou aos secretários envolvidos que resolvam este problema. A Prefeitura vai abrir uma licitação e construir calçadas em todos os seus terrenos, dando exemplo para a população e para os proprietários de terrenos que ainda não atenderam as necessidades. Faremos uma avaliação de quanto custará e, em torno de 45 dias, a empresa irá executar as obras", disse o secretário de Finanças, Oscar Guarizo, em entrevista à Rádio Cidade. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Jorge Augusto Seba, também falou sobre a falta de calçada. "Nós temos problemas sérios com relação a calçadas. O prefeito quer dar o exemplo, nós vamos realizar nos próprios terrenos da Prefeitura que estão atrapalhando a acessibilidade das pessoas. Este terreno, se for de propriedade da Prefeitura, nós acreditamos que no prazo de 60 dias começa a ser executado em toda a cidade. A partir do momento que dá exemplo, os proprietários de lotes que não têm calçadas irão receber comunicação da Prefeitura. Nada vai adiantar se fizermos a nossa parte e ficar pedaços inteiros de quarteirão sem a possibilidade da acessibilidade", destacou. Guarizo informou que estes donos de terrenos estão sendo notificados. "Tanto para os que não fizeram calçadas quanto os que possuem em situação precária", emendou. O secretário de Finanças também falou sobre mesas e produtos nas calçadas. "Está errado. Temos procurado amenizar isso e não deixar abusos. Na calçada tem que ter espaço para o pedestre passar. Não temos proibindo a colocação de mesas, principalmente dos bares no período noturno, quando não tem trânsito de pedestres. A gente pede para que deixe um espaço na calçada", afirmou. Ele explicou o que o cidadão pode fazer quando encontrar uma situação de colocação de equipamentos. "O pedestre recorre à Prefeitura. Temos a ouvidoria à disposição. É registrada a reclamação e os envolvidos vão atuar no processo", emendou. "A fiscalização sempre está atuando, principalmente com relação a material de construção. Ele pode fazer isso, mas no momento do carga e descarga. Temos muita reclamação sobre isso", completou Oscar. Um ouvinte falou sobre o material de acabamento utilizado nas calçadas. "Já existe no Código de Posturas e a lei de acessibilidade tem padrões, não só acabamento final mas também nas inclinações. As calçadas geralmente são de 2 metros. Para que a pessoa tenha tranquilidade de andar é em 1,20. Geralmente as inclinações começam na guia", explicou Jorge Seba. O secretário de Finanças também falou da pretensão da Prefeitura em construir calçadas nos terrenos particulares. "Até o final do ano faremos as obras mas cobraremos por isso", finalizou.
JORNAL À CIDADE DE VOTUPORANGA

Nenhum comentário:

ANÕES REJEITADOS PELOS PAÍS EM NOVELAS E FILMES

     A atriz Juliana Caldas , 30 anos, em um dos papéis principais novela das nove "Do outro lado do Paraíso" de Walcyr Ca...