-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Secretaria reforça orientações sobre a nova gripe

10/8/2009 14:18:41 Secretaria reforça orientações sobre a nova gripe
Todo indivíduo que apresentar síndrome gripal deve procurar atendimento médico; identidade do paciente é mantida em sigilo

A Secretaria de Saúde de Votuporanga divulga novas recomendações à população e imprensa sobre a gripe H1N1, conhecida popularmente como Gripe Suína. Na última semana, a cidade teve seu primeiro caso confirmado da doença. O paciente em questão está bem e recebe acompanhamento da equipe de saúde.

O sigilo do doente é uma das recomendações da Secretaria. “O Ministério da Saúde reforça a recomendação sobre a necessidade das autoridades de saúde e todo o corpo clínico e de apoio manterem o sigilo da identidade dos casos. Esta medida visa evitar estigma social aos pacientes e resguardar o direito da inviolabilidade de sua privacidade. O não cumprimento sujeita o infrator a ações administrativas e penais”.

A Secretaria de Saúde orienta que todo indivíduo que apresentar síndrome gripal deve procurar atendimento médico. Define-se como síndrome gripal indivíduos com doença aguda (até 5 dias), caracterizada por febre, acompanhada de tosse e/ou dor de garganta, na ausência de outros diagnósticos. Febre é definida quando a pessoa sentir o corpo quente, sentir frio e ter registrado no termômetro a temperatura iguais ou acima de 37,8°C.

De acordo com o Secretário Interino de Saúde, Marcel Góes Homa, os indivíduos com síndrome gripal deverão permanecer em casa por sete dias, em “confinamento domiciliar”, monitorados pelos postos de saúde mais próximo de seu bairro e seguindo as medidas gerais de prevenção e controle de doença respiratória aguda.

O Ministério da Saúde reitera que todos os indivíduos que compõe grupos ou fatores de risco para complicações de influenza (gripes “em geral”) requerem obrigatoriamente avaliação e monitoramento clínico constantes de seu médico assistente, para indicação, ou não, de tratamento com antiviral, evitando-se assim, que o caso se torne grave e eventualmente necessite de internação e isolamento hospitalar.

Os grupos de risco são formados por pessoas que apresentam imunodepressão, por exemplo, indivíduos transplantados, pacientes com câncer, em tratamento para Aids ou em uso de medicação imunossupressora; e com condições crônicas, por exemplo, hemoglobinopatias, cardiopatias, pneumopatias, doenças renais crônicas, doenças metabólicas (diabetes mellitus e obesidade mórbida (Índice de Massa Corporal > 40). Têm fatores de risco pessoas com idade inferior a dois anos ou superior a 60 anos e em gestação, independente da idade gestacional.

“É fundamental que indivíduos com febre, acompanhada de tosse e/ou dor de garganta busquem avaliação médica antes de completar as primeiras 48 horas dos sintomas. Esta avaliação pode ser realizada ambulatorialmente, nos postos de saúde. Somente os casos avaliados como graves é que serão encaminhados para o pronto-socorro hospitalar”, destaca Homa. Nos finais de semana, em que os postos de saúde estão fechados, o pronto-atendimento é prestado no Mini-Hospital “Fortunata Germana Pozzobon”.
Recomendações As medidas de prevenção e controle que devem ser adotadas, baseadas em intervenções não farmacológicas, para reduzir o risco de adquirir ou transmitir doenças agudas de transmissão respiratória, incluindo o novo vírus influenza A (H1N1), são:
• Higienizar as mãos com água e sabonete antes das refeições, antes de tocar os olhos, boca e nariz e após tossir, espirrar ou usar o banheiro;• Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após contato com superfícies;• Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e nariz ao tossir ou espirrar,para evitar disseminação de aerossóis;• Indivíduos com síndrome gripal devem evitar entrar em contato com outras pessoas suscetíveis;• Indivíduos com síndrome gripal devem evitar aglomerações e ambientes fechados; • Manter os ambientes ventilados;• Indivíduos que sejam casos suspeitos ou confirmados devem ficar em repouso, utilizar alimentação balanceada e aumentar a ingestão de líquidos.Importante: Recomenda-se que o indivíduo doente com SG, se possível, permaneça em domicilio durante os 7 dias após o início dos sintomas.

Cuidados no domicílio• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.• Lavar as mãos freqüentemente com sabonete e água, especialmente depois de tossir ou espirrar.• Manter o ambiente ventilado• Evitar contato próximo com pessoas
PREFEITURA DE VOTUPORANGA

Nenhum comentário:

ANÕES REJEITADOS PELOS PAÍS EM NOVELAS E FILMES

     A atriz Juliana Caldas , 30 anos, em um dos papéis principais novela das nove "Do outro lado do Paraíso" de Walcyr Ca...