-VOTUPORANGA-SP / AGOSTO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quinta-feira, 9 de julho de 2009

A FESTA QUE NÃO ERA MINHA

Sérgio Gibim Ortega
(dedicado a Eliane em 2/6/1991)

Eu vi meu primeiro amor chegar,
mas não vi sair.
Eu vi ao seu lado
tantas festinhas passar
e vi ainda um novo ano recomeçar...
Mas meu primeiro amor,
talvez foi a maior festa de fim de ano...
há! Como era linda você!
Um novo ano iria começar
e pensei que toda festa era minha.
Meu sonho era recomeçar também
um novo ano a seu lado talvez...
Mas pouco, tão pouco namoramos...
É...! Pensei que a festa
naquela passagem de ano
fosse a nossa conquista.
Mas era apenas uma despedida
do grande amor que sentia por ela:
-Feliz ano novo. Dizia ela, enquanto
fogos de artifício estouravam.
Mas a grande festa se passou
e um ano novo recomeçou.
No primeiro encontro
do amor em que se reiniciava...
Ela me disse:
-Vamos dar um tempo...!
E assim nos separamos...
E ao relembrar hoje
depois de muito tempo...
Senti um infeliz ano novo.
O tempo que ela pediu
não voltou mais...
Hoje escrevo esta linda poesia
para dizer que nunca mais
ouve festa para mim...
Nem fim de ano... nem começo...
Só um tempo que corre
e não volta mais...
talvez um tempo que só vai deixando
um rastro de saudade.

Nenhum comentário:

Morre aos 91 anos Jerry Lewis

Eu Poeta Gibim nem sabia que este comediante estava vivo, morreu neste domingo em Las Vegas (EUA) o ator e diretor Jerry Lewis, conhecido...