-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

sábado, 14 de março de 2015

FINAL DE IMPÉRIO DEIXA TELESPECTADORES A DESEJAR

Sérgio Gibim Ortega (fotos da Globo.com)

     O final da Novela Império poderia ser melhor. Vou dar uma de Téo Pereira e criticar o escritor Aguinaldo Silva.
  
     Poderia ser melhor, pois corre os comentários pela Globo.com no site da novela, aonde todos lamentam que o comendador José Alfredo morre no final pelo filho José Pedro. Uma cena forte quando um pai não mata um filho, e o filho mata o pai. Já não bastou tantas mortes. Já não basta tanta violência no Brasil, os telespectadores querem ver um final de novela feliz, é claro.
  
     Mas quase bem no finalzinho, só não deu pra entender direito. Afinal, o Comendador José Alfredo morreu ou forjou sua morte novamente? Era o fantasma do comendador que apareceu na janela? O corpo de Zé foi cremado, e as mulheres de sua vida espalharam as cinzas no Monte Roraima. Curiosidade de como ele escapou do crematório ficou no ar.
   
     Bom, o escritor Aguinaldo Silva deve estar dizendo: " A novela é minha e eu, escrevo do jeito que eu quiser. Ainda pra acabar o escritor dá as cara na telinha nos autógrafos de Téo Pereira no lançamento do livro sobre o comendador, “O inesquecível homem de preto”.
  
     Sobre o Enrico terminou até bem, com uma linda morena. E porque não dizer que bela atriz cor de jambo, hem!
   
     Silviano que era o mordomo apaixonado e, que parecia ser bom, se tornou o vilão muito ruim no Final. Poderia ser melhor. Afinal, o Fabrício Melgaço é que não pegou bem no final das contas.  Tá aí!
  
     O Xana que deveria ter virado homem, ou pensávamos que ele se disfarçava por se passar do sexo oposto, iria surpreender se fosse homem, afinal ele engrossava a voz. Terminou a três entre  Xana, Naná e Luciano.
    A novela se apegou tanto aos homossexuais, que Cláudio assume romance com Léo e largou de Beatriz sem contar as por tantas brigas do Enrico. Os telespectadores esperavam mais entre Cláudio e Beatriz.
  
     Bom! Vou terminando por aqui, e nem tenho que se intrometer na novela de Aguinaldo Silva. Mas foi chato pra dedéu. (dedéu). Há! Eu posso escrever palavras erradas também, afinal, os escritores consagrados da Rede Globo fazem isso o tempo todo de escrever capítulos muito sem sentido. Então fio! Ruim pra dedéu.
   
     Tive que publicar minha opinião hoje, porque como sempre a minha Operadora Net Rubi saiu fora do ar como sempre, quando seria iria publicar ontem Sexta-feira.

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...