-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

NOVELAS INCENTIVANDO O PIOR PARA O SER HUMANO


       FOTOS REDE GLOBO

 Sérgio Gibim Ortega
     
     Quando se fala no Brasil em um Pais ferrado, logo se lembra das novelas. Pra citar as novelas, vem a redonda Rede Globo, a mais audiência brasileira.
  
     O povo de bem sabe o que as novelas representam dentro dos lares brasileiros, e por esta e outras questões foi, quando após a Presidenta Dilma reeleita, no seu pronunciamento, o povo gritou ao vivo, enquanto a emissora ouvia o discurso da candidata eleita; "abaixo a Rede Globo".
  
     Sinceramente a gente acaba se iludindo com ficção da televisão. E se criticarem este artigo, vão dizer: - Há! É apenas ficção como nos filmes! Veja bem! É mais que um filme qualquer, pois a novela passa quase o dia todo, e em horário nobre ensinando a traição, corrupção, e a bandidagem.
  
     Peguemos o exemplo da novela "IMPÉRIO", a sogra esbofeteia a nora na frente do filho. Tenta jogar a sobrinha para casar com o filho, mesmo ele sendo casado e tem uma filha. Qual sentido? Traição? Marta é casada com José Alfredo, mas um trai o outro, e ambos permanecem juntos por causa da fortuna. José Alfredo tem uma sobrinha que se diz ser filha dele, mas a cunhada quer o dinheiro e apressa para o Exame DNA. Isso já gera corrupção porque Marta sugere falsificar o exame. É mais um modo de ensinar os corruptos. Espera lá!
  
     O Brasil já é corrupto! Sim! Mas quanto tempo já as novelas vem ensinando corrupção neste Pais. Só que Laboratórios deveriam se intitular coisa séria, e assim mostra que um exame pode ser falsificado. Verdade ou mentira, para quem precisa de um DNA, custa caro. E acima de tudo enquanto uma pessoa precisa de provas quando não é o pai, vai pagando pensão por isso. Mas a gente gosta de assistir e se entusiasmar com a destruição de lares.
  
     O Maníaco é louco, mais pinta quadros caríssimos, e mais um explorador junto de sua advogada passa a roubá-los e vender seus quadros. O ladrão de bolsas ataca as mulheres. Bafão, separação do casamento da alta sociedade. Homossexual que sai com mulheres e homens, homossexual que é casado e não quer assumir. O filho querendo pegar a amante do pai, enfim, os pais que joga a filha para o empresário querendo seu dinheiro, e maldiçoa o trabalho. Homossexual que vai virar mendigo por não receber mais a pensão do outro, e que por sinal este também pega mulher. Marido tem três mulheres. Que beleza! Novela que trás todos os gostos pra fazer o ser humano errar, ou acertar porque vê na novela.
  
     Sabe! O mundo deveria ser mais unido pelo amor entre os seres humanos. A gente que assiste as vezes alguma novela, ou trechos, passa a ficar horrorizado com o que acontece dentro da ficção. As pessoas não lê mais. E pouco adianta escrever isso. Quem lê é muito pouco. Mais quem lê um bom livro vai estar mais aprendendo do que ficar aí curtindo essas novelas loucas da televisão brasileira. E cadê a igreja nesta hora. Aí só manifesta a igreja quando chamar uma pessoa de preto, de racismo, ou atingir homossexual com palavras. Diante da televisão é sempre mera coincidência.
  
     Meu filho está no catecismo da igreja católica, mas é só para pegar o diploma pra casar. Parece que a igreja nunca se manifesta de ensinar o bem, os assuntos mais polêmicos de uma cena mais depravada. Há! E apenas novelas! Tá certo! Tem hora que eu é que sou o louco tá!

Vou deixar uma maquete acima pra sua votação, se você concorda com isso tudo. Beleza!
 

Nenhum comentário:

ESSE TEMPO

                  Sergio Gibim Ortega Eu vejo cada história passar pelo tempo... Tempo de infância, um tempo que passou. Lembranças ja...