-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

VELOCIMETRO DEPRESSÃO


                             Sérgio Gibim Ortega

Velocímetro depressão,
descobri aqui  tão triste para medir o tempo,
quase tudo a marcar tanta velocidade,
medindo uma hora triste...
outra hora, só infelicidade.
Quem não marca não
se todos têm a sua medição...
A cada tristeza...
A cada um,
de cada olhar,
a cada triste chorar.
É hora! Já verifique a sua posição!
O ponteiro de sua depressão...
Cada um aqui com sua medida,
então vou melhor explicar,
a percentagem de tudo,
o ponto central é o coração.
Dependentemente
a qual doença que se passa,
mais vai subir o tal ponteiro.
Velocímetro que já marca
pequeno percentual
por até já ser normal.
Subiu pra dez,
uma da falta de emprego.
Vinte de um patrão lhe despedir,
não vou mentir,
trinta pra mais,
é de amizade,
só falsidade.
O velocímetro é igual corrida mesmo,
Até desânimo do calor,
Falta de muito amor,
sobe o ponteiro da depressão...
Sobe tanto a percentagem,
Há doença que não sente dor!
Sobe por aquela paixão perdida...
Sobe tanto, pela vida desiludida...
Sobe... Sobe sem parar,
desanimo total por esta vida,
aonde o ponteiro não vai mais,
Cuidado! Desacelera... Desacelera...!
Que a pressão não vai aguentar!
Deixa o ponteiro cair!
descer... Descer...
Olhando um pouquinho do momento,
reflita seu pensamento!
Olhando a cada amanhecer,
desta vida
e tão querida,
a realizar um pouquinho de amor,
controle a velocidade a cada instante
desta vida tão importante
que Deus deu pra nós.

                        19/09/2012

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...