-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

sexta-feira, 18 de maio de 2012

O PORCO GORDO



                  Sérgio Gibim Ortega

Eu sou assim! Tiro um tempo, às vezes pra falar dos porcos. Porcos animais? Não! Porcas pessoas. Infelizmente tenho que mostrar que neste Bairro Parque Residencial do Lago, que agora é Área Verde. Certos indivíduos ainda jogam entulhos, poltronas.
Imagina se uma pessoa dessas joga defronte minha casa? Eu perco o amor na vida. Arrasto tudo no meio da rua e a Prefeitura que se fodas. Pois, não é difícil hoje a Prefeitura vigiar. Existem câmeras. E indivíduo assim deveria ser bem multado.
O pessoal hoje veio limpar, e cuidar de um lugar onde moramos. Mas, nesse mundo existem os porcos. Tadinho do porquinho animal que não tem nada haver com isso! Acredito que hoje os Seres Humanos se tornam porcos por simples coisas.
Imagina a residência deste sujeito que fez isso! Deve ser um chiqueiro.
Felizmente, às vezes pode até ser um conhecido meu. Mas, reconheço que alguns amigos, usa sim o terreno às vezes pra fazer um monte, até que alugue uma caçamba. Mas, a poltrona estava até de boa situação, e até agora tá lá.
Pessoas não imagina que está incentivando aos outros a fazer de seu lar um verdadeiro lixão.
Posso até perder amigos por assim dizer “o porco gordo” é o que fez isso. Mas, assim sou eu! E assim talvez dessa forma até vá perder muitos leitores, amigos, etc. A verdade tem que ser dita.
Não quero ser morador de um lixão, nem pegar doenças que estão surgindo, e perigosas. Por isso, não me importa se vão deixar-me de ler. Só porque eu venho a dizer a verdade.
Ontem, no programa do “Roberto Cabrini” no SBT, foi colocado umas perguntas as pessoas que usavam área deficiente. Muitos responderam com grosserias. Puxa vida! O povo de uns tempos para cá estão mesmo assim. E, o que será desse Planeta? Se pessoas ensinam a seus filhos a fazer lixão. Se pessoas não se respeitam a si próprias. Então, eu só posso dizer que tudo isso só me causa mais é uma depressão.

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...