-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

sexta-feira, 30 de março de 2012

PERDÃO

Sérgio Gibim Ortega
 

O Monte das Oliveiras, uma perseguição,
Aflição, não viver sem o perdão,
A viver uma experiência, a dor na consciência,
A traição! Quem tem um coração...
Um sentimento de momento,
Ou pensar, e orar; saber sempre pressentir,
O momento exato de alguém lhe ferir.
Quando é que alguém a lhe agredir?
Por que o medo que não tem mesmo jeito?
E olhar para um amigo, mesmo que for traído,
O abraço de coração, sentimento ainda de perdão.
Um lado exposto, da o outro lado do rosto,
Pra bater, mesmo na hora mais triste,
É lembrar que ainda existe alguém
Que não deseja a tua maldade.
Por piedade, apenas moedas, favores,
Ou por medo da própria sociedade,
Fazem-se então horrores e maldade ao próximo.
O abraço apertado, o beijo sempre do lado,
A traição em perigo, aquele único amigo.
Agora tudo acabado, ou ainda é perdoado...
Judas Iscariotes, traidor com um beijo,
Mas se ainda vejo os mandamentos,
Perdoai... Perdoai... Só setenta vezes sete.

(29/03/2012)

Nenhum comentário:

ESSE TEMPO

                  Sergio Gibim Ortega Eu vejo cada história passar pelo tempo... Tempo de infância, um tempo que passou. Lembranças ja...