-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Lágrimas de Pedra
Areia nos olhos arde,
É como ferir o coração
A alma ferida que sofre
Peso de pedra, decepção

Pedras trocadas não criam caminhos
O poeta bom esta sempre sozinho
Guarda as pedras contra-atiradas
Para ornamentar o jardim de sua emoção

Chora lágrimas de pedra
Nossa ardente paixão
Segue teu caminho de rocha mesmo que na solidão

Não seja a atenção em despreso
Somos do mundo a poesia
Como pedras seguras na mão.

( Não seja nossa causa a causa da nossa dor)


Cesar Moura

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...