-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quinta-feira, 7 de abril de 2011

ESCOLA DO RIO DE JANEIRO PASSA UMA TRAGÉDIA

Sérgio Gibim Ortega

É muito triste e doloroso ver depoimentos de crianças que viveram dentro da Escola Municipal Tasso Silveira, no Rio de Janeiro sobre a mira de um atirador que entrou atirando diretamente para as cabeças das crianças. Wellington Menezes de Oliveira, de 24 anos, era o único filho adotivo entre outros cinco irmãos biológicos e seria portador do vírus HIV, segundo ele dizia numa carta que deixou na escola antes da tragédia.
Onze crianças morrem, foram dez meninas e um menino, mais de 13 alunos ficaram feridos.
É muito triste ver uma tragédia desta na TV enquanto a gente imagina nossos filhos na escola, pensando como estará. É muito difícil de saber como uma família recebe uma notícia assim, de saber como estará seu filho e não há como conformar quanto à perda de um filho. Só um pai e mãe para saber da tamanha dor. Não há dinheiro... Não há indenização que console um coração de um pai. Por saber que o filho inocente perde sua vida... Perde todos seus sonhos de criança. Pois são crianças de dez, doze e treze anos aproximadamente. É muito triste e nos faz chorar ao ver crianças ensanguentadas correndo e gritando, sendo executadas por um maníaco. Elas correm em direção as portas, para todos os lados procurando um local seguro.
Será que essas famílias que perderam seus filhos terão paz. Isso agora ficará sendo apenas uma fatalidade. Porque o atirador matou sem piedade e se suicidou... Ainda bem que se suicidou. Se este atirador fica vivo, ia ser protegido pela justiça e seria muito mais agonia para os pais destes alunos.
As escolas de hoje estão previstas a isso. A gente vive um caos. Defronte as escolas são brigas entre crianças, adolescentes menores de quinze anos se agarrando entre meninas e meninos. A gente vê crianças entrar com rádios multimídia dentro de uma escola. Mas a pergunta que não quer calar. O que esse atirador passou para ter raiva destes alunos? A gente percebe que ele queria atirar mesmo nas crianças e não houve funcionários mortos, mas apenas os alunos. Alguma coisa deixou este homem irritado. No início, se falou muito em bullying, que hoje é também grande causador dentro de uma escola.

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...