-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

domingo, 2 de maio de 2010

CARNE EMBALADA A VACUO ESTAVA FEDENDO

Sérgio Gibim Ortega
Comprei uma carne embalada a vácuo, do Frigorífico Bertin, no Supermercado Porecatu de Votuporanga, loja da Rua Piauí com a Minas Gerais. Pois a carne ao desembalar tinha aquele sangue fedendo.
Toda carne embalado a vácuo que tenho comprado é muito boa, mas ao desembalar percebo que o sangue parado fede. Portanto está já estava com um odor muito pior e deixou um gosto ruim na carne. Paguei mais de quarenta reais em um quilo e pouco. Praticamente perdi o churrasco. Não há quem coma uma carne estragada.
Lógico que o Supermercado troca. Mas fica chato. A gente tira da embalagem, corta a carne e assa. Depois até de comer alguns pedaços, fica ruim levar para trocar. Neste mercado Porecatu, já é a segunda vez que isto me acontece. Da outra vez também joguei fora a carne e não reclamei porque sabia que em final de ano, é muita carne que fica ali parado e como era carne de bandeja, não fui atrás acreditando que o culpado fosse eu mesmo em não pegar a carne direta do açougue. A pressa e a fila enorme faz com que a gente precipite em comprar as coisas.
Acredito que o refrigerador não é suficiente para agüentar a temperatura da carne que contém sangue e fica embalada a vácuo. Portanto existem vários refrigeradores por aí com carne deste frigorífico que devia analisar melhor a situação.
Não posso me queixar deste supermercado, no qual eu considero um dos melhores da cidade e com muitas opções. Porém optei por colocar aqui a notícia para que as pessoas não se precipitem também na hora de comprar carne. Não vou pedir a troca, porque às vezes pode se pensar que estou querendo aproveitar da situação, sendo que consumimos parte da carne, o tempo que a gente perde e a situação desagradável.
Aqui o poeta fala!



Um comentário:

Anônimo disse...

"Quem não gosta de política; é mandado por quem gosta"

ESSE TEMPO

                  Sergio Gibim Ortega Eu vejo cada história passar pelo tempo... Tempo de infância, um tempo que passou. Lembranças ja...