-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Pluviômetros feitos de garrafas pet ajudam monitorar temporais em SP


Um aparelho simples usado por quem mora em áreas de risco vem evitando tragédias ainda maiores em dias de chuva.
Um aparelho simples usado por quem mora em áreas de risco vem evitando tragédias ainda maiores em dias de chuva. Na região do M’Boi Mirim, o temporal de ontem foi monitorado pelos pluviômetros feitos de garrafas pet. Vinte anos na mesma agonia. O motivo está a poucos passos de casa. “A qualquer momento pode descer tudo e estamos sempre preocupados”, fala Maria Paes, empregada doméstica. Na região de M’Boi Mirim existem 81 áreas de risco. Desde 2007, um instrumento simples vem ajudando a reduzir o número de vítimas e os estragos provocados pelas chuvas. Uma garrafa pet cortada, com indicações em milímetros para medir a quantidade de água. São 50 pluviômetros espalhados por 40 bairros. A prefeitura usa os registros dos voluntários para planejar as obras. “Eles nos passam diariamente os volumes das chuvas, nos passam algumas possíveis situações que levariam o risco e isso faz com que nós nos antecipemos”, diz Beto Mendes, subprefeito de M’Boi Mirim. Todos os pluviômetros são monitorados por agentes de saúde e moradores voluntários. Juracy de Andrade é um deles. Quando chove, ele fica de olho. “Eu tenho condições de avisar esse pessoal para estar saindo das casas ou estar levantando os móveis”, diz. Graças ao alerta dos voluntários, Nilda de Farias, comerciante vem conseguindo evitar prejuízos durante os temporais. Ano passado, ela chegou a registrar a enchente que deixou várias casas alagadas. “Todo mundo sai correndo, tirando as coisas do lugar, colocando as comportas para se prevenir mesmo”. “Numa chuva forte como a de ontem nós não temos mais tantos problemas como nós tínhamos, mas antes de implantar esses projetos”, fala Karine da Silva Glória, coordenadora da Defesa Civil.
SPTV 2ª EDIÇÃO

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...