-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

segunda-feira, 11 de julho de 2011

A PALAVRA DE CHIARA LUBICH POR ADMILSON MENDES

VOTUPORANGA
Meu nome é Admilson,
sou de Votuporanga. Por muito tempo eu participei de uma paróquia, como coordenador de setor-de-bairro, e no inicio do ano passado, havia duas famílias passando por necessidades precisando de ajuda; Levei a situação ao padre e ao conselho, mas não eram problemas deles. Procurando amar Jesus no irmão que sofre, a primeira era uma mulher ainda jovem-havia se separado do marido, e tinha dois filhos adolescentes. Não tinha praticamente nada em casa. Fui ao mercado e fiz uma compra, como faria pra mim. "tudo", até produtos de higiene, etc. Depois ela me disse que precisava de uma cama para a filha. Eu tenho. Mas ela não tinha. Então peguei a minha cama e levei pra ela, e dormi no chão por alguns dias. E ela ficou muito contente e agradeceu muito! Isso levou que algumas pessoas pensassem que havia algum romance entre nós. Mas sempre deixei claro a minha intenção. Também havia outro senhor na mesma situação. Não tinha praticamente nada em casa (trabalhava com reciclável) E fiz o mesmo por ele. Interessante que quando alguém perguntava pra eles quem fez, eles dizem; Foi o moço da igreja. A Mariápolis para mim já havia iniciado desde o mês de abril através da "palavra de vida” de abril, não o que eu quero, “porém o que tu queres" Foi exatamente assim que desabrochou em mim o tema de Chiara Lubich para este ano. “O SIM A VONTADE DE DEUS". Eu me encontrava em uma capela com os olhos fixos. Em "Jesus". Eu ali diante “dele" em uma comunhão que já algum tempo não fazia. Eu havia deixado o meu trabalho noturno repentinamente com todas as consequências que poderia vir. Mas a palavra de vida, dizia; "Senhor, que eu nada tenha a temer porque tudo o que vai acontecer será a sua vontade." Em sequer a "provação e o sofrimento”. “Em um momento de profunda intimidade com Deus com Chiara com Gneta, Alberto, procurei confiar “tudo” a Jesus”, a Mariápolis”. Trabalho, providência, contas a pagar, etc. A palavra de vida. Dizia; O que importa na vida? importa a tua vontade, quantas outras vezes me vinham as preocupações. Às vezes, acordo a noite e o que fazer em certas situações. Mas a palavra de vida; Dizia, e me confortava. "fazem que nada me perturbe, porque tudo é a tua vontade...” Fazem que eu não me agite com nada, porque tudo é a tua vontade... "Estava disposto deixar tudo para estar. Novamente no meio desse "povo" de Chiara”. No qual também faço parte. Depois bem mais tarde surgiu a providência, para a Mariápolis. “Para mim a Mariápolis foi, estar no meio do povo de Chiara, naquela vontade de deus que ele pensou pra nós." Deus dá. Deus tira" Gostei muito da presença dos(as) gen..., do bispo, etc. Experiência do Wilson-Vol- São José dos Campos. Da exp. do coral, muito bela, etc... Podemos compartilhar em nossos grupos; “Quem experimenta o ideal de "Chiara Lubich" todo resto é amargo. Tudo na vida perde sentido. Agora pós Mariápolis, é continuar a dizer o meu sim a sua vontade naquela certeza.” Deus dá, Deus tira. Naquele "trabalho a dois, com Jesus, com Chiara, Gneta e Alberto, no qual sempre recorremos em nossa santa viagem. Que os "céus" nos ajudem. Na vivência do momento presente naquela confiança absoluta." Que nada é impossível a deus”. Votuporanga-SP CEL. 17- 81758180...

EM 14 DE MARÇO DE 2008, DIZIA: Movimento dos Focolarinos - Italia
Falece Chiara Lubich – Fundadora
do Movimento dos Focolarinos
Em uma atmosfera de oração e de intensa emoção, Chiara Lubich com 88 anos concluiu sua viagem terrena nesta madrugada, 14 de março de 2008, as 2h em sua casa em Rocca di Papa (Roma), onde na noite de ontem foi devolvido ao seu desejo expresso Após o Policlínico Gemelli hospital.

Durante todo o dia de ontem, centenas de pessoas – parentes, colaboradores próximos e os seus filhos espirituais – entrou em seu quarto para colocar a última saudação e, em seguida, vêm para descansar no recolhimento capela, depois de uma longa pausa em torno da casa de oração. Uma contínua e espontânea procissão.
Continuar a chegar do mundo inteiro mensagens de participação e partilha por parte dos dirigentes religiosos, políticos, académicos e civis, e muitas pessoas, “seu” povo.

fonte: Movimento dos Focolarinos - Italia

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...