-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

domingo, 4 de julho de 2010

VEJA O QUE UNIBANCO FEZ EM SETEMBRO DE 2007

UNIBANCO TAXA ABUSIVA

Sérgio Gibim Ortega

Estou completamente pasmo,como os bancos na hora em que a gente mais precisa,ajudam-nos a levar pro buraco. Quando existe o desonesto,acredito que talvez deva pagar.Mas os que tanto lutam e batalham,precisa sim da ajuda do Banco e não de um empurrão para o pior.Mas eu usei o limite do banco Unibanco porque precisava e estou pagando por isso.
Mas agora que o meu limite está quase estourando, alguns cheques que foram pré-datados, voltaram por algum motivo,ainda mais quando chegamos ao extremo,numa situação financeira ruim que a gente não tem culpa, mas que corremos para poder cobrir na última hora, e aí que entra o que acho um roubo (perdoe a palavra), mas é verdade, uma taxa abusiva chamada comissão de excesso sobre limite de 33,50. Isso porque falei ao gerente que o cheque havia voltado uma vez e não queria pagar a taxa de 20,00 reais porque eu estava com o dinheiro para cobrir o mais rápido possível. E para o cheque não voltar,houve então uma autorização para pagar o cheque.Aí veio essa taxa de 33,50 reais.E já pela segunda vez.Puxa vida eu batalho para depositar sempre um pouquinho a mais e é isso que acontece,sempre uma taxa pra deixar no zero fazendo o possível pra conta da gente estourar.Mas Deus há de me ajudar e prometo ao Unibanco,neste e-mail, e também vou publicar isso em meu jornal da Internet que assim que cobrir o meu limite vou encerrar a conta com o Unibanco mesmo depois de ser cliente há muitos anos,acho que agora não dá mais.Não posso aceitar uma taxa tão alta e abusiva no momento em que mais preciso de um banco, que é para sair das contas e não entrar.
Eu agradeço ao gerente da agência de Votuporanga que tentou me ajudar, mas não foi possível, porque vejo que a taxa agora ficou maior;
Se o Unibanco não gostar, sinto muito, eu também deixo de comprar um refrigerante para meu filho para pagar essas taxas abusivas. Doa a quem doer.O poeta mais uma vez tem que falar.Falar de quem não tem dó da gente e aproveita,falar do Unibanco.

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...