-VOTUPORANGA-SP / AGOSTO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

sábado, 22 de maio de 2010

O Ministério Público Federal suspendeu "Hiper Cap Rio Preto"

O Ministério Público Federal suspendeu nesta sexta-feira (21), por meio de liminar, a venda do “Hiper Cap Rio Preto”, além do sorteio que aconteceria hoje, através de transmissão televisiva. Os bilhetes custam entre R$ 10 e R$ 15, sorteiam semanalmente prêmios em dinheiro e bens, como imóveis e veículos.
Para o MPF, as pessoas jurídicas “Associação dos Profissionais Liberais Universitários do Brasil (Aplub)”, “Capitalização S.A.”, “Associação Aplub de Preservação Ambiental”, “CNG Corretora de Seguros” e “Maj Cap Administração e Participações”, explorariam, ilegalmente, a atividade de loteria no município de Rio Preto.
O MPF requereu ainda que as empresas citadas na denúncia devolvam aos consumidores os valores pagos pelos bilhetes lotéricos relativos aos sorteios do “Hiper Cap Rio Preto Vida Premiável” e “Hiper Cap Rio Preto”, além do pagamento de indenização em razão do dano moral causado ao Estado e aos consumidores. O valor da causa é de R$ 1 milhão.
Na manhã de ontem, advogados do Hiper Cap seguiram para São Paulo, na intenção de conseguir uma nova liminar que liberasse o sorteio de hoje. Em entrevista à equipe de reportagem de O Regional, o advogado da empresa, Leonardo Cartelli, destacou que todas as providências estavam sendo adotadas para que os consumidores não fossem lesados.
“Estamos aqui em São Paulo no Tribunal Regional Federal, fazendo o possível e adotando todas as medidas cabíveis. Basta esperar”, contou o advogado. Até o fechamento desta edição, o pedido da liminar estava em andamento, não havendo a confirmação dos sorteio para hoje (23).
FONTE- O REGIONAL

Nenhum comentário:

O HUMORISMO DA TV FICA MAIS TRISTE

O ator  Paulo Silvino   morreu  nesta manhã, no  Rio de Janeiro . Seu filho João Paulo Silvino lamentou o acontecido em uma postagem no Fa...