-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Roberto Carlos se emociona no adeus a Lady Laura

19/04 às 11h10 O Globo, com informações de André Miranda e Flávia Lima
RIO - Na manhã desta segunda-feira, Roberto Carlos, acompanhado por amigos e fãs, enterrou o corpo de sua mãe, Laura Moreira Braga, numa sepultura do cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap. O caixão que levava o corpo de Lady Laura, como ela era carinhosamente conhecida, deixou a capela F do cemitério às 10h20m, num carrinho, amparado pelo próprio Roberto e por amigos. O funeral foi guiado pelo padre Antonio Maria. Três toldos foram montados para abrigar os amigos, mas Roberto ficou o tempo todo no sol. Os fãs foram isolados por um cordão a poucos metros de distancia do túmulo. Na celebração, Antonio Maria convidou os presentes a rezarem o "Pai- Nosso" e, depois, cantou "Nossa Senhora", acompanhado por amigos, parentes e pela multidão que se espremia para ver o Rei.
Roberto, então, cantou alguns versos de "Lady Laura", música que ele compôs em homenagem à mãe, que tinha 96 anos. Visivelmente emocionado, o Rei não olhou para o caixão quando ele era colocado no túmulo: ele virou o rosto para a direita e ficou observando o céu.
No fim do enterro, Roberto caminhou diretamente para o carro e deixou o cemitério. Os fãs chgaram a cantar "Parabéns para você", em lembrança ao aniversario do cantor, celebrado hoje.
O cantor havia chegado ao cemitério pouco antes das 10h. Acompanhado de policiais militares, seguranças e parentes, foi recebido ao som de "Jesus Cristo" por centenas de pessoas que esperavam pelo cantor no cemitério. Vestindo uma camisa azul clara, Roberto acenou para os fãs ao sair do veículo que o levou até lá. Compareceram ao cemitério antigos parceiros e amigos de Roberto, como Erasmo Carlos, Guto Graça Mello, Wanderlea, Jerry Adriani e Rosemary.
Roberto Carlos voltou ao Brasil no domingo, vindo de Nova York, onde realizava uma turnê em comemoração aos 50 anos de carreira. Ele recebeu a notícia da morte logo após o show que fez no sábado. Ao desembarcar no Brasil, foi direto para o hospital Copa D'Or, em Copacabana, onde estava o corpo de sua mãe desde sua morte, no sábado. Chegou às 22h40m e deixou o hospital já na madrugada desta segunda-feira, visivelmente abatido.
Durante a noite, amigos do cantor estiveram no Copa D'Or para prestar solidariedade, entre eles Eramos Carlos e o ex-produtor musical Luiz Carlos Miéle. O filho do cantor, Roberto Carlos Braga Segundo, conhecido como Dudu Braga, também ficou ao lado do pai. Dudu deixou o hospital por volta de 1h30m. Cabisbaixo, ele disse que estava em Nova York com o pai, quando recebeu a notícia da morte da avó.
- É sempre um baque muito grande perder uma pessoa tão querida. A "Lalá" era uma pessoa forte, uma matriarca. É insubstituível perder o carinho de uma mãe e o mimo de uma avó. E ela não era só avó, era também minha madrinha. Mas temos que usar a mesma força que ela tinha para tocar a vida. É muito difícil, mas temos que pegar o exemplo dela e seguir em frente - disse Dudu, emocionado.
Pouco tempo depois, o amigo e parceiro Erasmo Carlos deixou o hospital. Ele não quis falar com a imprensa.
A mãe do cantor estava internada desde 31 de março na UTI do hospital Copa D'Or para se tratar de uma infecção pulmonar. No atestado de óbito, assinado pelos médicos Dr. Antônio Carlos Moraes e Dr. Milton Kazuo Yoshino, consta como causas da morte choque séptico e insuficiência respiratória aguda, decorrentes de pneumonia bacteriana e agravados por insuficiência renal crônica, insuficiência coronariana e arritmia cardíaca.
GLOBO.COM

Nenhum comentário:

ESSE TEMPO

                  Sergio Gibim Ortega Eu vejo cada história passar pelo tempo... Tempo de infância, um tempo que passou. Lembranças ja...