-VOTUPORANGA-SP / DEZEMBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

quinta-feira, 4 de junho de 2009

FORNO CREMATÓRIO - Primeira fábrica será em Votuporanga



04/06/2009 - Fernanda Ribeiro Ishikawa
FORNO CREMATÓRIO - Primeira fábrica será em Votuporanga Até o final deste ano, Votuporanga deverá ter o primeiro forno crematório totalmente fabricado no Brasil. O equipamento será instalado no Cemitério Parque Jardim das Flores, provavelmente, daqui a cinco meses. O idealizador da conquista é o empresário Rolandinho Nogueira, do Grupo Rosa Mística, que garantiu também a implantação da primeira fábrica de fornos crematórios do país, que será construída em Votuporanga até meados do ano que vem.
“Assinamos uma parceria com a Inforgel, que é uma grande empresa especializada na construção de fornos industriais, e desenvolvemos um projeto para fabricar os fornos no Brasil. Nosso grupo comprou a primeira unidade, que será fabricada, inicialmente, na Inforgel, mas futuramente, implantaremos a primeira fábrica de fornos crematórios do Brasil, que deverá ser em Votuporanga”. Segundo ele, a cremação no país tem crescido significativamente nos últimos anos. Só em 2007, foram mais de 5200, o que despertou a atenção das empresas funerárias do país, que vislumbraram uma nova tendência de mercado auspiciosa. “O grande problema que dificulta o investimento é o alto custo dos fornos crematórios e de sua manutenção, já que se trata de equipamento importado. Com essa iniciativa, ficará mais fácil adquirir o equipamento e mantê-lo, pois terá garantia 100% nacional”.Rolandinho explica que a Inforgel é uma metalúrgica que está há 80 anos no mercado. “É uma empresa nacional, especializada na fabricação de fornos industriais, e fornece equipamentos para a Volkswagen, Fiat, Embraer e algumas usinas. Pensando nisso, nos associamos para desenvolver o primeiro e revolucionário forno crematório brasileiro, que será fabricado na unidade da Inforgel, em São Caetano do Sul, utilizando-se de alta tecnologia, com reconhecida e atestada qualidade”. Dessa forma, o primeiro equipamento será fabricado em São Caetano do Sul, mas a primeira fábrica será instalada em Votuporanga, pela parceria entre Inforgel e Rosa Mística.“Vamos negociar um local para instalar a indústria. Já tivemos algumas reuniões com o prefeito Junior Marão para verificar a viabilidade do negócio, e o retorno inicial foi positivo”, conta Rolandinho, emendando que essa parceria permitiu uma redução no custo de aquisição do equipamento e principalmente um grande benefício que se aplica também à manutenção e assistência técnica do equipamento, fabricado no Brasil.“A manutenção será de fácil acesso e, principalmente, com baixos custos. O outro beneficio, é a redução dos gastos da cremação, tornando real a instalação de crematórios inclusive nas cidades de médio porte, com rápido retorno do investimento”. O empresário afirma que essa iniciativa movimentará a economia do município e elevará o nome de Votuporanga. “A fábrica é um negócio inédito no Brasil. O setor funerário está se organizando pra montar estes fornos, mas nós saímos na frente. Vamos poder atender a região e também outros Estados, como Minas Gerais e Mato Grosso. Além disso, vai gerar emprego e renda para o município”, garante.De acordo com Rolandinho, dentro de quatro ou cinco meses o primeiro forno crematório estará pronto e, em breve, o Cemitério Parque Jardim das Flores será preparado para receber o equipamento. “Até o final do ano, estaremos com o forno em Votuporanga e acreditamos que, até meados do ano que vem, a fábrica já estará em funcionamento”, adiantou, revelando que os empresários da Inforgel elogiaram a receptividade que tiveram em Votuporanga.EncontroEntre hoje e amanhã, haverá uma reunião com o presidente do Sindicato dos Cemitérios Particulares e Crematórios do Brasil, para a apresentação do projeto da fábrica de fornos crematórios.Segundo Rolandinho, logisticamente, a instalação dessa indústria em Votuporanga será facilitada, pois cada equipamento pesa em torno de 15 toneladas. “O forno é de alta tecnologia, todo computadorizado. Seria mais complicado o transporte desses equipamentos em cidades maiores”, ressalta. Em setembro, o Grupo Rosa Mística já garantiu um espaço na Funexpo - Feira Internacional de Produtos, Serviços e Equipamentos para o Setor Funerário e de Cemitérios. “Será em Santos e nós adquirimos nosso estande e vamos apresentar a empresa e o equipamento”, finaliza.
FONTE-DIÁRIO DE VOTUPORANGA

Nenhum comentário:

ESSE TEMPO

                  Sergio Gibim Ortega Eu vejo cada história passar pelo tempo... Tempo de infância, um tempo que passou. Lembranças ja...