-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

terça-feira, 2 de junho de 2009

Avião da Air France desaparece com 228 a bordo


01/06/09 - 20h46 - Atualizado em 01/06/09 - 20h46

O Airbus A-330-200 decolou do Rio de Janeiro por volta das 19h de domingo, fez o último contato às 22h33 e saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha 15 minutos depois.

Um avião da Air France, com 228 pessoas a bordo, está desaparecido há mais de 20 horas. O voo 447 saiu do Rio de Janeiro com destino a Paris, na França. Segundo a companhia aérea, 58 brasileiros embarcaram no voo.

O avião é um Airbus A-330-200, projetado para voos intercontinentais. Ele é considerado novo, foi entregue pela fábrica em abril de 2005 e passou por uma manutenção recente, no dia 16 de abril deste ano.

O voo da Air France 477 saiu no domingo do Aeroporto Internacional Galeão Tom Jobim, no início da noite. O piloto seguiu por uma rota considerada padrão, chamada de aerovia, para os aviões que partem do Sul e Sudeste do Brasil, cruzando o Atlântico em direção à Europa.

A Air France informou que o avião decolou às 19h03. A Aeronáutica diz que foi às 19h30. O Airbus sobrevoou o litoral brasileiro até o Nordeste, onde fez a curva em direção ao mar.

Segundo a Aeronáutica, o último contato pelo rádio foi às 22h33. A conversa foi com o Cindacta III, que é o centro de controle que fica no Recife. Neste momento, o avião estava a 565 quilômetros de Natal.

O avião saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha 15 minutos depois. As informações indicavam um voo normal, a uma altitude de 11 mil metros e velocidade de 840 km/h.

A previsão era que os pilotos entrassem em contato novamente com os controladores no Brasil, pelo rádio, às 23h20, no momento em que já estivessem próximos da África, no espaço aéreo do Senegal. Mas a comunicação não veio.

Segundo o especialista, esta região, no meio do oceano, não é coberta por nenhum radar. “O avião provavelmente desapareceu nessa área perto do rochedo São Pedro/São Paulo”.

Segundo a Air France, o avião atravessou uma zona de tempestade com forte turbulência às 23h. O Airbus tem computadores que transmitem mensagens técnicas automaticamente sem a interferência dos pilotos e 14 minutos depois do início da turbulência a informação chegou ao centro de operações da Air France, em Paris: pane no sistema elétrico e perda de pressão.

“Uma das coisas estranhas nesse acidente é exatamente essa falta de um contato. Alguma coisa foi muito séria que não permitiu que os pilotos ou executassem seus procedimentos completamente e depois fossem fazer a comunicação”, declarou Ronaldo Jenkins, do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias.

O painel do aeroporto ainda mostrava durante todo o dia o horário previsto para a chegada do voo 447: 11h15 em Paris, 6h15, horário de Brasília.

JORNAL NACIONAL/GLOBO.COM

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...