-VOTUPORANGA-SP / OUTUBRO DE 2017 - RESPONSÁVEL: Sérgio Gibim Ortega - CONTATO: poetagibim@hotmail.com

terça-feira, 9 de março de 2010

TRAGÉDIA

Cinco pessoas morreram na noite de domingo após se envolverem em um acidente de trânsito na Rodovia Péricles Belini (SP-461) em Álvares Florence. Entre as vítimas estavam dois moradores de Votuporanga e uma família de Cardoso.

Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Rodoviária de Votuporanga, às 22h15 o eletricista Márcio Vinícius Sakuma, 25, conduzia um Escort, placas BOX-2810, de Votuporanga, no sentido Votuporanga/Cardoso. Ao chegar no quilômetro 139, mais 240 metros, o condutor teria colidido frontalmente com a Parati, cor azul, placas CCG-1401, de Votuporanga, que era dirigida em sentido contrário pelo ajudante geral Tiago Pereira Dutra, 42.
Vítimas
Com o impacto, Dutra morreu no local. Luiz Fernando Leal Sodré da Silva, 29, que também estava na Parati, não resistiu aos ferimentos e morreu. Já Sakuma foi socorrido com ferimentos graves e levado para a Santa Casa de Votuporanga. A assessoria de imprensa do hospital divulgou que, até o fechamento desta edição, o paciente estava na UTI em estado grave.
Escort
Ana Cinthia Aguena Kuhagura, 24, estaria no banco do passageiro com o filho Vitor Kuhagura Sakuma, de 1 ano e 4 meses no colo. Tereza Aguena, 64, também estava no Escort. Todos morreram no local. Já Guilherme Kuhagura Sakuma, 7, sofreu ferimentos leves e foi levado para a Santa Casa de Votuporanga. Seu estado de saúde era estável.
Família
Familiares de Tiago Pereira Dutra informaram que a vítima voltava de uma pescaria com o colega de trabalho Luiz Fernando. Ele era casado com Solange Gomes Vilela, e deixou duas filhas, Bruna e Carol, além dos pais Getúlio Pereira Dutra e Rita Mota Dutra. Deixou ainda sete irmãos. Residia havia 15 anos em Votuporanga, tendo como último endereço a Rua Rubens Zanini, no CDHU. Era evangélico e frequentava a Igreja Assembleia de Deus. O velório ocorreu no Velório Municipal, e o enterro aconteceu às 17h de ontem no Cemitério Parque Jardim das Flores.
Luiz Fernando Leal Sodré da Silva trabalhava como operador de empilhadeira. Deixou os pais Gessinalva e Valderi, além da esposa Gislaine e os filhos Natali, Natanael e Fernando. Residia em Votuporanga havia 20 anos tendo como último endereço a Rua Aroldo Pimenta, no Santa Amélia. Era evangélico e frequentava a Assembleia de Deus. O enterro aconteceu às 16h de ontem no Cemitério Jardim das Flores.
A morte da criança que poderia estar no colo da mãe no banco do passageiro, chocou os moradores de Votuporanga e região. O diretor da 29.ª Ciretran (Circunscrição Regional de Transito), Osny Marchi, foi procurado pela reportagem para comentar sobre o caso. “O bebê que faleceu no acidente, até poderia estar no colo da mãe, desde que sempre no banco traseiro, e jamais no dianteiro. Até 10 anos, a criança sempre deve ir viajar atrás, pois os riscos triplicam quando a criança viaja no banco da frente”, orienta. Ele conta que se a criança estivesse devidamente acomodada no banco traseiro e na cadeirinha, dependendo do impacto da batida poderia ter sobrevivido. De acordo com a resolução do Contran 277/2008, de zero a um ano a criança deve ficar apenas no banco traseiro com um aparelho chamado bebê conforto; de dois a quatro anos no banco traseiro com a chamada cadeirinha; de cinco a sete anos no banco traseiro com cinto de segurança e acento complementar; de oito a dez anos no banco traseiro com cinto de segurança e de dez anos pra frente qualquer lugar com cinto de segurança. (Colaborou Luciana Tambuque)
DIÁRIO DE VOTUPORANGA

Nenhum comentário:

SENTIMENTOS

                 Sérgio Gibim Ortega Quando eu bebo eu sou rei. Já existe uma poesia assim. Meus sentimentos se afloram, e  choro s...